Ouça agora na Rádio

N Notícia

Polícia: assassinos de Suzano teriam passado mais de um ano planejando chacina

FOTO: © REUTERS / AMANDA PEROBELLI

Polícia: assassinos de Suzano teriam passado mais de um ano planejando chacina

Segundo a polícia, os criminosos poderiam ter participado de um fórum na rede obscura (Deep Web) dedicado ao planejamento de crimes e poderiam ter passado mais de uma planejando a chacina.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

Os dois assassinos, que invadiram encapuzados e abriram fogo, matando oito pessoas e, posteriormente, cometendo suicídio dentro da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, passaram mais de um ano planejando o crime, revelam as investigações preliminares da Polícia Civil.

A polícia está investigando o caso para esclarecer as reais motivações que levaram Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, abrirem fogo na escola.

Segundo a polícia de Suzano, os dois criminosos pretendiam matar mais pessoas do que as 13 mortes do massacre de Columbine, que ocorreu em 1999 nos EUA e completará 20 anos em abril deste ano.

A polícia investiga a possibilidade de os assassinos terem frequentado um fórum na rede obscura, na qual pessoas anônimas planejam crimes, informou o portal G1.

Além disso, games de tiros e anotações sobre táticas de jogo que estão em dois cadernos encontrados no carro dos criminosos levaram os policiais a crer que o massacre foi planejado com antecedência. Em um deles há o desenho de uma arma. 

Em 13 de março, dois adolescentes mataram oito pessoas na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, por volta das 9h30, e cometeram suicídio em seguida. Entre os mortos há alunos do ensino médio. Dois adolescentes chegaram a ser socorridos, mas morreram no hospital. Entre as vítimas, há ainda duas funcionárias doa instituição de ensino.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia