public Notícia
Home/ Notícia
public Notícia

Tapejarenses iniciam 2019 com títulos no Futebol de Mesa em Santa Catarina

Rádio Tapejara

A cidade de Caçador/SC foi palco da 1ª etapa da temporada 2019 do futebol de mesa catarinense. E foi lá que os tapejarenses João Paulo e Edu Gardelin (botonistas patrocinados pelo Super Danieli e Dalposso Construtora e Incorporadora) iniciaram a 2ª temporada com a camisa AuriNegra do Oeste (Caçador Futmesa).

Nesta etapa, bem como, nas próximas da temporada, os botonistas das categorias adulto e máster enfrentam-se numa categoria única, e são separados apenas para fins de ranking, o que tornou a disputa mais atrativa e competitiva.

 

O torneio ocorreu no sábado, dia 16/02. Na primeira fase, os botonistas foram divididos em grupos de 5 ou 6 botonistas, e logo após essa 1ª fase classificatória, novos grupos foram formados nas Séries Ouro, Prata e Bronze, de acordo com as posições na fase anterior.

A segunda fase

João Paulo, que disputou a série ouro, teve um caminho difícil. Em seu grupo estavam Rodrigão (de Caçador, e que faria a final), Antônio (Joaçaba) e Capela (Avaí). Apesar do alto nível dos adversários, JP chegou as semifinais como 1º deste grupo com três vitórias (7×3; 8×5; 5×4).

Paralelamente, Edu tinha o mesmo desafio na série prata: grupo de quatro botonistas em que os dois melhores iriam para as semifinais. E neste grupo três botonistas terminaram a fase com o mesmo número de pontos, com duas vitórias e uma derrota. Melhor para Edu que ficou em primeiro do grupo por conta do saldo de gols. Em 2º lugar, também classificado, Lucas (Avaí); em 3º Denis (Joaçaba), eliminado; e em 4º Dudu (Blumenau), eliminado.

As campanhas de Edu e JP nas fases de grupo das séries seriam fundamentais para os títulos. Afinal, nas fases de “mata” da modalidade 12 Toques não há disputas por pênaltis; a vantagem do empate é sempre de quem tem melhor campanha na fase anterior. E assim foi nas semifinais, tanto na ouro como na prata.

<strong<semifinais< strong="e;"e;></strong<semifinais<>

Na série prata, Edu enfrentou Lucas Prando, jovem do Avaí (Florianópolis) que veio da base do futmesa de Londrina/PR. Um empate garantiria vaga na final para Edu. E assim foi: 5×5. Na outra semifinal da série, Marco Aurélio (Cruzeiro/Joinville) seria o classificado para a final, deixando para trás Cleber (AABB/Blumenau).

Já na série ouro, três dos quatro botonistas estavam com a camisa do Caçador Futmesa. Numa semifinal Rodrigão (Caçador) foi o classificado, vencendo Ivo (CN Marcílio Dias/ Itajaí) pelo placar de 7×5. Na outra semi, um confronto “caseiro” de grande expectativa: JP (atual campeão catarinense) versus Alessandro Schneider, o Schina (bicampeão catarinense – 2008/2012). E foi um baita jogo, que merece um parágrafo só pra ele.

Schina deu a saída de jogo e logo abriu 1×0. Na sequência ainda teve chance de abrir dois gols de vantagem após erro de chute de JP. Mas no contra-ataque também errou o chute e cedeu o empate logo depois (1×1). Depois disso uma sequência de gols, com Schina sempre na frente, até o final do 1º tempo que terminou 4×3 para o atleta bi-campeão. No 2º tempo a saída seria de João Paulo, que teve a chance de empatar novamente, mas não conseguiu um chute adequado. Alessandro partiu para o contra-ataque com mais uma chance de abrir dois gols de vantagens, porém chutou no travessão, e permitiu mais um empate de João Paulo (4×4). O 2º tempo também teve sequência de ataques perfeitos com gols de ambos os lados. A única diferença se dava no modo como os botonistas atacavam e desferiam seus chutes: Schina sempre pelas pontas com chutes sem ângulo; JP infiltrando pelo meio com fintas na zaga adversária. E assim foi até o 7×7. No 7º gol de cada um, ficou evidente para quem prestigiava a partida, o nervosismo dos jogadores, afinal a partida se aproximava do fim (empate favorecia JP) e qualquer lance poderia ser fatal – após o jogo Schina até confessou que construiu todo o lance do 7º gol com a respiração presa. Ainda quando estava 7×7, Alessandro teve mais um ataque/chute em que Mazzaropi (goleiro do time do JP) defendeu. Na sequência João Paulo ainda teria possibilidade de mais um ataque, para quem sabe passar a frente no placar pela primeira vez no jogo e liquidar a semifinal. Mas não houve mais tempo. Fim da partida e vaga na final para o atleta tapejarense.

As finais

A final da prata foi marcada por um duelo de botonistas experientes e vitoriosos. Edu (4º lugar no Brasileirão Master 2017) enfrentou Marco Aurélio (Joinville), campeão brasileiro máster em 2000. E a disputa foi acirrada como previsto. Placar final 6×6 e taça para Edu, que além do título foi o jogador com maior número de gols feitos no torneio: 58.

Na final da série ouro, mais um duelo decisivo com camisas AuriNegra do Caçador: João Paulo versus Rodrigão, que chegava a sua primeira decisão. O jogo foi naturalmente tenso: ambos os jogadores errando chutes e jogadas que em jogos anteriores teriam até facilidade para concluir e acertar. O primeiro tempo terminou com o placar de um gol para cada lado, o que favorecia JP pela melhor campanha. E a saída de bola do 2º tempo seria de João Paulo, mas que não aproveitou o ataque. Na sequência Rodrigão teve duas chances para voltar à frente do marcador, mas não aproveitou. Só depois que João Paulo fez o 2º gol, virando a partida, é que Rodrigão fez o seu 2º gol, empatando novamente a partida. Depois de mais alguns ataques frustrados de ambos os lados, JP chegou ao 3º gol, pressionando e aumentando a tensão para o lado de Rodrigão que até teve mais algumas chances de empatar, mas não aproveitou. O apito final e a consequente conquista se deram com a posse de bola para JP que já administrava a partida esperando pelo derradeiro momento.

Próximas etapas

Blumenau é a cidade que nos próximos meses será a capital do futebol de mesa, por conta de dois eventos: em maio recebe a II Etapa do Catarinense e em junho o grande evento do ano, o 31º Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa. E é lá a agenda dos botonistas tapejarenses que jogam pelo Caçador Futmesa.

Enquanto isso os demais botonistas da AHFM/Super Danieli de Tapejara tem pela frente o Campeonato Gaúcho que tem sua 1ª etapa na cidade de Rio Grande, no dia 23/03.

Rádio Tapejara

Link da Notícia

  • message
    Postado por
    Rádio Ibiaçá FM
  • today
    Data
    20/02/2019
  • folder
    Categoria
    Locais/Regionais
  • code
    Feito por
    Sistema Plug
Copyright © 2021 Sistema Plug Todos os direitos reservados
Desenvolvimento Web Plug | J.S
Copyright © 2021 | Sistema Plug
Desenvolvido | Web Plug