Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

Brasil

Lateral

Compartilhe agora

Youtuber Amanda da 160 morreu em acidente com sua nova moto

Postado em 08/11/2020 por

img-page-categoria

*Fonte imagem : Youtuber Amanda da 160 morreu em acidente com sua nova moto*


A youtuber Amanda Andrade Maturana, de 22 anos, conhecida na internet como Amanda da 160, morreu na noite de ontem (6) ao cair em um barranco enquanto pilotava sua moto no bairro Igapó, na zona sul de Londrina, no Paraná. A jovem estaria em alta velocidade, informou a Polícia Militar. O acidente aconteceu após ela despistar uma viatura durante uma perseguição.

Amanda da 160 conduzia uma Yamaha XJ6 de 600 cilindradas. Ela estava com o veículo há uma semana. Em seu canal no YouTube, a influencer publicou, em 31 de outubro, o momento que o pegou concessionária.

Nas redes sociais, Amanda publicou, dia 05, antes do acidente imagens em um bar e outro em uma rua mostrando várias motos enfileiradas. A investigação ainda não sabe se a youtuber estava alcoolizada.

A Polícia Militar informou ao UOL que a viatura foi acionada por volta das 23h para acabar com um suposto racha de motos e carros na Avenida Expedicionários. Ao verem os policiais, os veículos seguiram em várias direções para não serem abordados. Amanda da 160 teria sido uma das pessoas que fugiu da abordagem. “Houve o acompanhamento pela Avenida Waldemar Springer até certo ponto, quando ela acabou despistando a viatura. Pouco tempo depois, a PM foi acionada para atender um acidente com uma motociclista. Constatou-se que era a mesma pessoa que fugiu”, explicou ao UOL a PM.

Testemunhas teriam relatado que Amanda da 160 bateu em um veículo no cruzamento das Avenidas União Soviética com Iugoslávia. A youtuber perdeu o controle do veículo e caiu em um barranco. A vítima morreu ainda no local do acidente. Ela estava sem capacete quando o socorro chegou. A suspeita é de que o equipamento de proteção tenha saído no momento da queda. Amanda da 160 apresentava ferimentos na cabeça, tórax e cervical.

Dois dias depois de comprar a moto, ela publicou em seu canal, em 1 de novembro, o primeiro “motovlog, um vídeo gravado com uma câmera no capacete enquanto o motorista dirige. Na ocasião, Amanda comentou que ainda estava se acostumando com o novo veículo, pois a quantidade de cilindradas era bem maior que a da antiga moto, de 160 cilindradas, o que lhe rendeu o apelido.

Amanda tinha 74,6 mil inscritos no canal do YouTube, com quase dois milhões de visualizações em seus vídeos. No Instagram, 54,6 mil seguidores acompanhavam o cotidiano da influencer.

Texto UOL

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários